Skip to main content
Capa
Nº 240 | 17 Setembro 2021
Edição nº 240
Ver PDF
Disponível para assinantes
Notícias
Atualidade
“Esta é uma profissão em que  é preciso suar, chorar, mas também ter sorte”
“Esta é uma profissão em que é preciso suar, chorar, mas também ter sorte”
O italiano, de 55 anos, radicado em Portugal desde os 15, está em digressão com a peça “Amado Monstro”, na qual, além de intérprete, é o responsável pela adaptação para português. Integra ainda o elenco do remake de “O Pai Tirano”, que estreia este ano e será também uma mini-série na SIC, em 2022. Mas é como argumentista que mais se “realiza na totalidade enquanto artista”. É nesse papel que define assim: “Só sou eu, ideias, histórias e um teclado de computador. Tudo depende só de mim até chegar a um palco ou a um plateau.”
Lisboa, para onde vais?
Lisboa, para onde vais?
A inevitabilidade do passado é essencial para programar o futuro de Lisboa. Como escreveu Raul Lino, em 1966, “…Os acontecimentos políticos que se estão dando pelo mundo fora, para mim, nesta época de inundações diluvianas, fazem-me o efeito de uma enxurrada devastadora que vai passando pela nossa aldeia, e só tenho o desejo instintivo de que ela não chegue a atingir a rua onde nós moramos.”
Todos diferentes, todos iguais
Todos diferentes, todos iguais
Neste país sem ideias, a campanha autárquica inverte o que disse John Kennedy. Muitos candidatos não dizem o que podem fazer pelo país; nunca param de pensar no que o país pode fazer por eles.
O novo ténis
O novo ténis
Daniil Medvedev deixou Novak Djokovic às portas da história.
A dança  da liberdade
A dança da liberdade
Os Jungle nunca foram um segredo só conhecido de alguns.
Um homem em fuga
Um homem em fuga
O que acontece quando se viaja para sempre mas não se consegue ir a lado algum?
Quem foi Sunil Perera?
Quem foi Sunil Perera?
Em Portugal poucos ouviram falar dele. Faleceu há alguns dias, aos 68 anos, vítima de Covid-19.
O mundo  de Batman
O mundo de Batman
Se existem heróis, ninguém tenha muitas dúvidas, é porque o mundo precisa deles quando está frágil.
Anne Hidalgo: mais uma espanhola interessada no trono de França
Anne Hidalgo: mais uma espanhola interessada no trono de França
Não é a primeira espanhola de nascimento que tenta chegar longe na chauvinista política caseira gaulesa – o ex-primeiro-ministro Manuel Vals, um catalão, faz disso prova viva sem ter de se ir aos compêndios de História Medieval – mas a atual ‘maire’ de Paris propõe-se não só chegar à Presidência da República francesa, como, antes disso, produzir o verdadeiro milagre de fazer renascer o Partido Socialista francês das cinzas onde o ex-Presidente François Hollande o deixou vai para quatro anos.
5 Sentidos
Projeto de vida: pintar causas e beber cultura
Projeto de vida: pintar causas e beber cultura
Aos 20 anos, o mundo faz-se de cumplicidades entre amigos e sonhos. Mas também de curiosidade e vontade de ter mundo. De “ganhar” cultura”. De aprender para poder opinar com fundamento.
Um homem ímpar
Um homem ímpar
Na véspera de cumprir 90 anos, um homem recorda o longo caminho que foi a sua vida.
“O Atlas”: incursões de um viajante, escritor e amante
“O Atlas”: incursões de um viajante, escritor e amante
"Na fachada branca da loja de peças sobresselentes estava pintado um camelo, um copo de leite, uma ventoinha amarela, um carburador azul, uma bateria vermelha e amarela e um pneu preto e azul, todos eles a explodir de movimento como os mísseis dos desenhos animados.”
A arte da fusão
A arte da fusão
Do mundo da música apela a gerações diferentes de consumidores.
O citadino sustentável à conquista dos jovens
O citadino sustentável à conquista dos jovens
Fez a sua estreia em Lisboa com dezenas de jornalistas a fazerem a experiência de calcorrear a cidade ao lado de elétricos, bicicletas, carrinhas, automóveis e o buliço habitual de uma metrópole.
Um(a) Palma de ouro  no Alto Alentejo
Um(a) Palma de ouro no Alto Alentejo
Comida alentejana, mesa farta, a riqueza dos petiscos, é o que podemos encontrar no restaurante Palma, agora liderado pelo chef Miguel Laffan.
Coelheiros Branco 2020, de Arraiolos com sabor a maçã verde
Coelheiros Branco 2020, de Arraiolos com sabor a maçã verde
De Arraiolos não vêm só os tapetes. Há vinho, é branco, é sustentável, é fresco e com notas cítricas envolvidas pelo aroma de maçã verde. Na boca evidência uma leve acidez vibrante e boa profundidade.
Ensaio
Que futuro  para as pensões de reforma?
Que futuro para as pensões de reforma?
“Portugal tem um dos níveis de literacia financeira mais baixos da Europa e isso deve ser corrigido, pois permitirá que mais portugueses procurem alternativas ao único sistema existente, preparando adequadamente a sua reforma em várias frentes.”