Skip to main content
Autor
Ana Cáceres Monteiro
Jornalista
acmonteiro@jornaleconomico.pt
Notícias
“Existe um grande desinteresse pelo sector cultural em Portugal”
Está a gravar uma novela que irá estrear na SIC. Também será possível vê-lo brevemente nas salas de cinema, pois faz parte do elenco do remake do filme “O Pai Tirano”, com estreia prevista para o final do ano e que vai ter duas versões: uma para o cinema e outra em minissérie, para televisão, que será exibida em 2022 pelo canal dirtigido por Daniel Oliveira. “Acontece certas experiências profissionais destacarem-se por serem especiais. Foi ótimo trabalhar com toda a equipa e elenco.”, garante Diogo Amaral.
Experiência clínica explica a memória
O cérebro comanda o corpo ou é o corpo que comanda o cérebro? O que é que cada um representa para o outro? Pedro Cabral, neurologista pediátrico que se dedica desde os anos 80 à epilepsia e à neurologia do desenvolvimento, debruça-se sobre a memória, o autismo e a identidade, na sua nova obra, que tenta dar resposta à interrogação sobre a forma como o cérebro funciona e como tenta dar sentido às coisas.
“Crónicas Italianas”, entre mito e realidade
"A Itália que [Cervantes] conheceu durante esses tempos aparece recordada muitos anos depois, nas ‘Novelas Exemplares’, cujos espaços de representação se distribuem por Roma, Florença, Milão.
David Card: o Nobel da Economia com preocupações sociais
David Card estava em casa quando lhe ligaram a dizer que tinha ganho o Prémio Nobel. Vestindo um casual roupão, foi fotografado pela sua mulher, Cynthia Gessele, enquanto era entrevistado ao telefone pelo site oficial dos galardões suecos, o www.nobelprize.org.
A vida e a obra de Stephen Crane
Stephen Crane (1871-1900) transformou a literatura americana. Conhecido como o autor do clássico de guerra “A Insígnia Vermelha da Coragem”, escreveu tal como viveu, com intensidade e desassombro.
Finisterra. Paisagem e povoamento
"Segue-se uma faixa estreita de gramíneas: a evaporação da lagoa (juncos densamente roxos) submerge-as num tom mais carregado que o da própria água. Esta área, no entanto, é bastante instável: sob a declinação do sol, as cores mudam com frequência de intensidade; basta um sopro de vento, a ondulação pouco perceptível que provoca, para clarear ou escurecer as gamíneas.”
Ver mais
Aguarde