Skip to main content
Autor
Luís Tavares Bravo
Economista, DIF Capital
Notícias
A mudança da nossa era
A transição imediata para uma economia digital poderá trazer benefícios a curto prazo, criando maior resiliência financeira para as empresas, e poderá tornar-se definitiva. Isto irá implicar uma transição do mercado de trabalho, que não será isenta de impacte.
E depois do adeus
O grande desafio do centro político europeísta passa por conseguir ligar-se de novo às preocupações de crescimento económico, na condição de o fazer propondo também um novo contrato de valor para os cidadãos europeus.
Regras de compromisso
A arte de negociar prende-se com o bom senso, que, imperando, permite um resultado favorável para todas as partes. Os recentes desenvolvimentos no posicionamento da China, mais liberal e mais consciente sobre propriedade intelectual, e os sinais de promoção do diálogo diplomático por parte dos EUA apontam nesse sentido.
As novas cidades-estado
O segredo da cidade com sucesso passa muito pela criação de conceitos simples e objetivos de gestão de ativos, assim como da criação de regras de governança sobre a estratégia pública para gerir de forma eficiente esses ativos, que não são apenas os financeiros ou imobiliários, mas também os de caráter humano e social.
Descodificar o caminho do carbono zero
A Agência Internacional de Energia estima que a transição para o carbono zero implica um esforço de investimento anual de 380 mil milhões de dólares por ano, só até 2025. E a eletrificação massiva global poderá ser a solução técnica.
Será o fim da globalização?
A globalização é hoje um modelo esgotado e o protecionismo a inevitável solução? Ou será antes uma transição para um novo ciclo de globalização? O ruído à volta dos efeitos colaterais da globalização, visível numa espécie de rebelião dos eleitores, oculta os valores fundamentais deste catalisador de riqueza mundial.
Ver mais
Aguarde