Skip to main content
Capa
Nº 243 | 08 Outubro 2021
Edição nº 243
Ver PDF
Disponível para assinantes
Notícias
Atualidade
Abranhos e a Nau Catrineta
Abranhos e a Nau Catrineta
Quando um ministro decide demitir um almirante porque este não vai ao mesmo alfaite do que ele e acha que está a reformar a tropa é porque julga que está a comandar uma Nau Catrineta. E não é o caso.
Pop total
Pop total
Poucas bandas sabem o segredo da alquimia de que se fez a música pop. Os Saint Etienne (não por acaso um nome pilhado a uma cidade francesa) são uma dessas detentoras da memória que já não está ao alcance de todos.
Uma língua viva que a todos une
Uma língua viva que a todos une
O português é a quarta língua mais falada no mundo como idioma materno. Isa Grinspum, curadora do Museu de Língua Portuguesa, em São Paulo, Brasil, fala-nos da imensa riqueza que é a lusofonia e dos desafios que um museu desta natureza enfrenta num país onde “a escola nunca cumpriu em 500 anos de História”.
Mundo de aventuras
Mundo de aventuras
Quem foi Tintin, senão um jovem que era igual a tantos outros no mundo? Daqueles que não são ninguém, que vivem em lado algum, que não fazem nada. E que, para fazerem algo ou serem alguém, têm de viajar. Não admira que Tintin pudesse ser qualquer um. Diz-se que era jornalista, mas o seu mundo são as aventuras. E os mistérios de um globo então desconhecido.
“A inteligência  é a única riqueza  da Europa”
“A inteligência é a única riqueza da Europa”
O olhar acutilante do pensador francês sobre a sociedade contemporânea é sempre um ponto de partida estimulante para saber em que ponto de (des)equilíbrio nos encontramos. Gilles Lipovetsky não abdica do seu “fundo otimista” e considera que temos os meios para resolver a grande crise que hoje enfrentamos, a crise climática. Mas sublinha que “a humanidade não irá evoluir pela via da moral”. É fundamental inovar e mudar os modelos de produção, diz-nos.
Klaus Iohannis: nem toda a Cortina de Ferro continua a ser de ferro
Klaus Iohannis: nem toda a Cortina de Ferro continua a ser de ferro
A abertura das portas da União Europeia aos países que fizeram parte da Cortina de Ferro – que tinha por função ser a primeira fronteira e se necessário a primeira zona de defesa da antiga União Soviética – foi uma decisão que a própria União se impôs depois de ter sido um dos contribuintes líquidos para o fim do mundo comunista.
5 Sentidos
Outubro traz 22 atividades culturais  a 18 cidades portuguesas
Outubro traz 22 atividades culturais a 18 cidades portuguesas
Concertos, exposições, cinema, artes cénicas e conferências, fazem parte da programação da Mostra Espanha. Este mês de outubro, a bienal tem um programa composto por 22 atividades culturais em 18 cidades portuguesas.
A escrita viciante de Juan Gabriel Vásquez
A escrita viciante de Juan Gabriel Vásquez
Juan Gabriel Vásquez nasceu em Bogotá, Colômbia, em 1973. Estudou Literatura na Sorbonne em Paris e fez de Barcelona a sua casa por mais de uma década. É autor dos romances “Os informadores”, “História secreta de Costaguana”, “O barulho das coisas ao cair” (Prémio Alfaguara, English Pen Award, Impac Dublin Literary Award, Premio Gregor von Rezzori-Città di Firenze), “As reputações” (Prémio da Real Academia Espanhola, Prémio Arzobispo Juan de San Clemente, Prémio da Casa da América Latina de Lisboa, finalista dos Prémios Médicis e Femina) e “A forma das ruínas” (Prémio Literário Casino da Póvoa/ Correntes d’Escritas, e finalista do Man Booker International Prize).
“Viagens”
“Viagens”
Incluindo textos escritos entre 1902 e 1940, este livro de Stefan Zweig leva-nos de Ostende, cidade costeira belga, aos jardins ingleses, passando, por exemplo, por Sevilha (“Há cidades onde nunca se está pela primeira vez”), Bruges (“é difícil conceber algo de uma beleza mais triste do que os canais de Bruges”), Avinhão (e arredores, com a célebre fonte de Vaucluse, imortal graças aos amantes Laura e Petrarca), o mítico hotel suíço Schwert, Dijon e a sua feira gastronómica.
Complicações perfeitas
Complicações perfeitas
Desde que foi criada no século XIX por Giovanni Panerai que a história da Panerai é recheada de invenção. A marca adiciona agora ao seu portfólio uma das complicações mais desafiadoras no mundo da relojoaria.
Mobilidade citadina sem stresse
Mobilidade citadina sem stresse
Um transporte modular, ambientalmente sustentável e adaptável às várias funções. Esta é a proposta da nova Mercedes eSprinter, 100% elétrica e que devidamente adaptada pode chegar aos 156 quilómetros de autonomia, uma distância que os analistas consideram suficiente para as funções diárias do transporte rodoviário.
Dona Bela, montra e mostra dos mares do Sotavento
Dona Bela, montra e mostra dos mares do Sotavento
No recém-construído passadiço de madeira da praia de Monte Gordo, no Sotavento algarvio, surgiram há cerca de dois anos diversos restaurantes que elevaram a fasquia da oferta gastronómica desta estância balnear muito querida pelos portugueses e por veraneantes de outras nacionalidades.
Pêra-Manca regressa com colheita de 2015
Pêra-Manca regressa com colheita de 2015
Sendo um mito ou não, o Pêra-Manca já é citado em crónicas do século XVI e o início da sua história remonta aos tempos da Idade Média.
Ensaio
Elogio do irreversível
Elogio do irreversível
Uma vida vive-se tornando-se mais irreversível, ganhando mortalidade, tornando-se um acontecimento único e singular. Mas como irreversibilidade criada e escolhida e não como fatalidade. A irreversibilidade deve resultar da própria ordem do viver.