Skip to main content
Capa
Nº 258 | 28 Janeiro 2022
Edição nº 258
Ver PDF
Disponível para assinantes
Notícias
Sociedade Recreativa
Ou sim ou sopas!
Ou sim ou sopas!
Alguém espera que o doutor Costa ou o doutor Rio serão o Flash Gordon que nos salvará de mais uma descarga eléctrica de austeridade?
5 Sentidos
Grande vida
Grande vida
O tempo tem a ver com a gestão da vida. Saber saborear a vida é, nesse aspeto, uma forma de as marcas de relojoaria marcarem a sua posição sobre a existência e a forma como olhamos para o tempo.
O regresso do filho pródigo
O regresso do filho pródigo
O facelift de um modelo vencedor por natureza, o Mercedes CLS, um coupé só veio “picar” a concorrência. Lançado em meados do ano passado, aquele que é considerado como o motor diesel mais potente do mercado (na versão M) veio desfazer o sentimento de que o motor de combustão tinha acabado.
JNcQUOI Asia celebra novo ano chinês em honra do Tigre
JNcQUOI Asia celebra novo ano chinês em honra do Tigre
O JNcQUOI Asia, restaurante de inspiração oriental do grupo Amorim Luxury, vai assinalar a chegada do Ano Novo Chinês, uma festividade milenar, com uma semana temática que se iniciou ontem, dia 27 de janeiro, e se prolonga até 3 de fevereiro.
Vinho ilustrado, com inteligência artificial
Vinho ilustrado, com inteligência artificial
A Poças Wines, produtor de Vinho do Porto e DOC [Denominação de Origem Controlada] Douro, lançou no mercado o Trava-Línguas tinto 2019, o seu mais recente DOC Douro.
Ensaio
O potencial económico do investimento em Educação
O potencial económico do investimento em Educação
"Não nos devemos render a uma inevitabilidade que apenas devemos ler como sendo aparentemente. As políticas públicas deverão ser capazes de colocar o conhecimento produzido na academia ao dispor dos agentes económicos do país."
Atualidade
New Hand Lab faz do passado futuro
New Hand Lab faz do passado futuro
A segunda vida da fábrica de lanifícios António Estrela/Júlio Afonso conjuga os verbos criar e experimentar a partir do seu legado têxtil. A par de uma enorme vontade de agitar as águas e de afirmar a Covilhã como polo incontornável no mapa cultural português.
“A música é como uma linguagem e uma forma de poder passar aquilo que sinto”
“A música é como uma linguagem e uma forma de poder passar aquilo que sinto”
Cresceu longe dos Himalaias, na Ponta do Sol. Foi a Madeira que a tornou cantora e Lisboa que lhe permitiu atingir os sonhos que pareciam longínquos. Elisa subiu ao palco do Festival da Canção e no próximo mês de março vai interpretar originais seus para o público da Casa da Música, no dia 9, e do Teatro Maria Matos, no dia 24. A cantora destaca que a arte tem de ser verdadeira e genuína. “A música está lá nos momentos bons e menos bons”, confidencia.
Afinal, Mario Draghi  não é o homem de todas as Itálias
Afinal, Mario Draghi não é o homem de todas as Itálias
Os próximos dias vão ser de intenso frenesim político, num país onde o frenesim é um modo de vida desde 1870 – mas está visto que uma parte dos italianos considera Mario Draghi um político descartável.