Skip to main content
Capa
Nº 1875 | 10 Março 2017
Suplementos
Notícias
Perspetiva
CGD divulga prejuízo recorde
CGD divulga prejuízo recorde
Imparidades rondam os 2,6 mil milhões de euros, penalizando os resultados do banco do Estado, que teve o prejuízo mais alto de sempre.
Primeira Mão
Petróleo da Venezuela nas transferências que partiram do BES
Petróleo da Venezuela nas transferências que partiram do BES
Receitas da venda de petróleo da PDVSA, depositadas no BES e enviadas para o Panamá, são parte significativa do dinheiro enviado para offshores. Financiamentos indiretos ao GES também pesam.
Economia & Política
“Porque é que uma pessoa com 71 anos está proibida de trabalhar?”
“Porque é que uma pessoa com 71 anos está proibida de trabalhar?”
Ministro é favorável à eliminação do limite de 70 anos para trabalhar no Estado. Com a escassez de qualificações no mercado, Vieira da Silva antevê mais pessoas com uma profissão após a idade da reforma.
As famílias portuguesas perderam a cabeça?
As famílias portuguesas perderam a cabeça?
A concessão de crédito cresce a dois dígitos e a taxa de poupança está em mínimos históricos. Mas há três razões para pensar que estes números não contam a história toda.
Clima de “guerra fria” entre o Governo e o Banco de Portugal
Clima de “guerra fria” entre o Governo e o Banco de Portugal
Recentemente foram demitidos os governadores dos bancos centrais de países como Venezuela, Nigéria, Trinidad e Tobago ou Barbados. Mas na União Europeia seria algo inédito.
Empresas
Aviões no Montijo aceleram venda da Lusoponte pela Teixeira Duarte
Aviões no Montijo aceleram venda da Lusoponte pela Teixeira Duarte
Construtora colocou à venda 7,5% na concessionária das pontes, esperando a valorização do ativo após decisão do Governo sobre o novo aeroporto.
Mercados & Finanças
Quem manda nos fundos privados que apostam em Portugal
Quem manda nos fundos privados que apostam em Portugal
Stephen Schwarzman, John Grayken e Leon Black são três grandes milionários cujos fundos já são nomes já conhecidos em Portugal.
Taxa do crédito à habitação só volta a ficar positiva em 2019
Taxa do crédito à habitação só volta a ficar positiva em 2019
A Euribor, o principal indexante utilizado no cálculo da prestação da casa em Portugal, está em valores negativos. Os mercados antecipam que subidas significativas só ocorram dentro de dois anos.