Skip to main content
Tema
Notícias
Conhecimento dentro da diversão. O Zoomarine que ainda poucos conhecem
OZoomarine abriu a sua nova diversão de verão inspirada nas Cataratas de Iguaçu e deu-lhe o mesmo nome. No entanto, fomos conhecer outra versão que o parque tem para oferecer e que muitas vezes passa despercebida. É que o parque temático algarvio é muito mais do que se pensa e esconde algo muito importante para o reino animal: a conservação de espécies. Um trabalho várias vezes premiado, que é também o menos conhecido e que mais prazer dá à equipa doZoomarine.
Marine Le Pen e o triunfo da “extrema-direita de rosto humano”
Marine Le Pen tinha apenas oito anos quando, em 1976, o edifício onde vivia com os pais e as irmãs mais velhas, Yann e Marie Caroline, foi alvo de um atentado bombista. Nenhum membro da família Le Pen foi apanhado pela explosão, mas seis vizinhos ficaram feridos e 12 apartamentos foram destruídos.
Ainda serão os Direitos Humanos um pilar da Europa?
O jornalista André Carvalho Ramos é um rosto conhecido da televisão, mas o que aqui nos move é o livro onde nos conta histórias que recolheu no terreno, nas reportagens que fez nos últimos oito anos, e no qual denuncia o racismo objetivo que a Europa pratica nas suas políticas de acolhimento. “Não podemos ser imparciais em matéria de Direitos Humanos”, afirma.
Na Oficina Marques celebra-se o design de emoções
A Oficina Marques é a síntese do universo feérico da dupla José Aparício Gonçalves e Gezo Marques. O ‘três em um’, galeria, loja e ateliê, de porta aberta ao público que já conhece o seu trabalho e a todos os que querem conhecer as suas obras, plenas de vida, cor e emoção. Durante a Lisbon Design Week, a decorrer até 26 de maio, inauguram o projeto “Bucólica”, em parceria com o Andringa Studio e o Bosque. Porquê? Porque “as colaborações são um grande brainstorming’!”
“Ambições nucleares dos iranianos são uma ameaça global significativa”
Entrevista Jeffrey Roth O mundo ocidental tem optado por isolar o Irão de todas as formas possíveis:sanções, embargos, abandonos. Mas para o especialista norte-americano, a diplomacia continua a ser uma parte da solução. Anão ser o mundo queira que as tentaçõesdo regime, nomeadamente as nucleares, se tornem ainda mais dramáticas que aquilo que já são.
Legado de Ebrahim Raisi “é central para o regime” e para o seu sucessor
Irão: Quando Donald Trump saiu do JCPOA não soube antecipar o que viria a seguir. A invasão da Ucrânia fez o resto:o regime de Teerão está mais forte no contexto internacional e tem todos os motivos para que o próximo presidente seja de continuidade.
Ver mais
Aguarde